top of page
  • Foto do escritornutricaoatenta

A Candidíase de Repetição e a Dietoterapia


Autor: Gabriel Luís Gajardo, acadêmico de nutrição do Centro Universitário Unigran Capital.


A candidíase vulvovaginal recorrente (CVVR) é uma das infecções mais prevalentes entre as mulheres, com cerca de 75% das mulheres enfrentando pelo menos um episódio ao longo da vida e aproximadamente 5% com experiências recorrentes frequentes, definidas como quatro ou mais episódios em um ano . Essa condição, caracterizada pelo crescimento excessivo do fungo Candida albicans, é frequentemente exacerbada por fatores como disbiose intestinal, sistema imunológico enfraquecido, dieta inadequada e consumo excessivo de álcool.


A dietaterapia emerge como uma abordagem crucial na prevenção e tratamento da candidíase de repetição. Uma dieta rica em carboidratos refinados pode promover o

crescimento da Candida albicans, pois a glicose é um substrato essencial para o fungo.

Estudos indicam que mulheres com glicemia elevada, frequentemente associada ao consumo excessivo de carboidratos refinados, apresentam maior incidência de candidíase . Portanto, a redução de carboidratos refinados na dieta é recomendada para diminuir a proliferação do fungo e prevenir recorrências .


A disbiose intestinal, um desequilíbrio na microbiota intestinal, é um fator significativo no desenvolvimento da candidíase. O uso de probióticos, como Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus rhamnosus GR-1 e Lactobacillus fermentum RC-14, tem se mostrado eficaz na restauração da microbiota e na redução dos sintomas da candidíase . Um estudo randomizado e controlado demonstrou que a suplementação com probióticos associada ao uso de fluconazol resultou em uma redução significativa dos sintomas e na presença de leveduras . A suplementação regular de probióticos pode, portanto, ser uma estratégia preventiva valiosa contra a CVVR.


Além dos probióticos, a inclusão de alimentos com propriedades antiinflamatórias e fungicidas na dieta pode auxiliar significativamente no controle da candidíase. O óleo de coco, rico em ácidos láurico e caprílico, tem demonstrado eficácia na redução da colonização por Candida albicans . Especiarias como orégano, canela, alecrim, gengibre e cúrcuma também possuem propriedades antifúngicas, sendo recomendadas na alimentação regular para prevenir infecções.


O alho, conhecido por suas propriedades antifúngicas, demonstrou ser tão eficaz quanto o fluconazol no tratamento da candidíase, conforme estudos controlados e randomizados . O consumo de alho fresco ou em forma de suplemento pode, portanto, ser uma alternativa natural eficaz para complementar o tratamento convencional.


A dietaterapia, com foco na redução de carboidratos refinados e na inclusão de alimentos probióticos e antiinflamatórios, oferece uma abordagem holística e eficaz no tratamento e prevenção da candidíase de repetição. A adoção de uma dieta balanceada, aliada a suplementos probióticos e alimentos com propriedades fungicidas, não apenas restaura o equilíbrio da microbiota intestinal, mas também fortalece o sistema imunológico, reduzindo significativamente a incidência e a gravidade das infecções por Candida albicans. Assim, a nutrição integrada torna-se um pilar essencial na estratégia terapêutica contra a candidíase de repetição.


Referências bibliográficas


espaco-academico-v12-n01-artigo06.pdf &



Como referenciar este post?

GAJARDO, Gabriel Luis. A Candidíase de Repetição e a Dietoterapia. Post 647. Nutrição Atenta. 2024.

17 visualizações

Comments


bottom of page