top of page
  • Foto do escritornutricaoatenta

Alimentos anti-inflamatórios

Atualizado: 15 de out. de 2023

Autora: Rhaysa Vido - graduanda em nutrição pelo Centro Universitário Unigran Capital.

 

Todos nós já ouvimos pelo menos uma única vez, que determinado alimento é inflamatório, ou até já presenciamos em nós mesmos, momentos em que sentimos que estamos inchado ou retendo líquido e quando isso acontece associamos a ingestão de alimentos inflamatórios.


De fato nosso organismo por diversos motivos pode sim inflamar e muito, como consequência de hábitos alimentares, rotina e sedentarismo.

Assim podemos elencar como alimentos inflamatórios os:

*embutidos;

*alimentos processados;

*altos em gorduras saturada e trans;

*açucares

*comidas prontas/ fast food.


Esses tipos de alimentos aumentam a produção e liberação de radicais livres, elevando a oxidação das células inflamatórias ocasionando uma inflamação altíssima nos tecidos e órgãos não só os responsáveis por metabolizar tudo isso, mas também os tecidos e órgãos adjacentes.

Na contra mão dispomos de alimentos  anti-inflamatórios diversos. Para que você tenha não só a praticidade como a variabilidade alimentar, segue a sugestão de alimentos anti-inflamatórios para inclusão na dieta:


*Vegetais de folha verde-escura com vitamina E, que é essencial para combater processos inflamatórios.

- brócolis, espinafres ou couves;


* Peixes gordos com elevado teor de ácidos gordos essenciais, como o ômega 3:

- salmão, cavala, atum, sardinha, arenque;


* Uma gordura vegetal rica em polifenóis, substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias. Tem também ácido alfalinolénico (ALA), que ajuda no combate à inflamação:

- Azeite;


*  Fonte natural de ómega 3, fibra, cálcio e vitamina E, com uma elevada concentração de antioxidantes que ajudam o organismo a corrigir os danos causados pela inflamação:

- Frutos secos, amêndoas, nozes, linhaça, chia, avelãs;


* Fruta; um alimento com baixo teor de gordura e de calorias e um elevado nível de antioxidantes:

- A fruta vermelha tem um elevado poder anti-inflamatório graças às antocianinas, o pigmento que lhe dá a cor (exemplos: framboesas, amoras, mirtilos, cerejas, romãs);

- Os citrinos, graças ao seu alto teor de água, fornecem hidratação e eletrólitos para o organismo; as suas propriedades de combate à inflamação encontram-se na casca e no sumo (exemplos: laranjas, limões, tangerinas).

- Tomate: um alimento rico em licopeno (que lhe dá a cor vermelha), cálcio, ácido fólico, fósforo, potássio e agentes antioxidantes, como é o caso das vitaminas A, B, C e E.

 

O que devemos nos conscientizar é sobre o consumos diário de alimentos anti-inflamatórios, visto que não é uma quantidade isolada apenas que resolverá tudo e em uma única vez.


Tome cuidado com as altas quantidades de ingestão, o excesso pode levar a prejuízos metabólicos e funcionais. Por isso faça as pazes com sua alimentação e mantenha seu prato recheado de saúde.


Procure um(a) nutricionista para uma orientação individualizada.

 

REFERÊNCIAS

 

 

 


Como referenciar este post?

VIDO, Rhaysa. Alimentos anti-inflamatórios. Post 540. Nutrição Atenta. 2023.

Instagram: @rhaysavidopersonal

33 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page