Estamos vivendo uma insegurança alimentar?

Dados recentes da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, 2020) mostram que o número de pessoas afetadas pela fome tem aumentado no mundo, mesmo na existência de determinadas políticas públicas. Por exemplo, no Brasil, o Programa Nacional de Alimentação Escolar tem ampliado a oferta de frutas e vegetais e reduzido a presença de alimentos ricos em açúcar e/ou sal, no entanto, a insegurança alimentar nas famílias brasileiras aumentou nos últimos 5 anos.

Os dados da FAO mostram que o número de pessoas com moderada ou severa condição de insegurança alimentar passou de 37,5 milhões (2014 a 2016) a 43,1 milhões (2017-2019), um aumento de 15%. A instituição interpreta a probabilidade da relação entre segurança alimentar e o estado nutricional dos grupos populacionais mais vulneráveis e os impactos socioeconômicos e de saúde da pandemia COVID-19, considerando, inclusive, a alimentação como um elo crítico entre a segurança alimentar e a nutrição (FAO, 2020).


Como referenciar este post?


SANTOS, Juliana Maria Antenor dos. Estamos vivendo uma insegurança alimentar? Post 8. Nutrição Atenta. Post 8. Nutrição Atenta.


18 visualizações

Posts recentes

Ver tudo