top of page

Sem açúcar não quer dizer mais saudável

Atualizado: 13 de jan.


Em 2022, foi publicado um estudo pela OMS chamado: “Health effects of the use of non-sugar sweeteners: a systematic review and meta-analysis”, ou “Efeitos do uso de adoçantes não calóricos na saúde: uma revisão sistemática e meta-análise”. De uns tempos para cá, se você tem o hábito de tomar refrigerantes zero, diet ou mesmo convencional, deve ter percebido a mudança no sabor deste alimento ultraprocessado.


Acontece que agora os edulcorantes (substituto não calórico do açúcar), fazem parte da lista de ingredientes dos refrigerantes e se antes pensava-se que eles seriam inócuos a saúde, as pesquisas vêm mostrando que não é bem assim.


A OMS reuniu 280 estudos, que atendiam a critérios de qualidade e metodologia, e que foram conduzidos com adultos, crianças, mulheres grávidas ou populações mistas, usando diferentes metodologias científicas. Em seguida, os estudos foram agrupados por adultos, crianças e mulheres grávidas, e pelos desfechos em saúde – que foram desde adiposidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, alergias e câncer – até impactos na cognição, humor, comportamento alimentar e paladar.


A pesquisa mostrou que os produtos com edulcorantes auxiliam na redução da ingestão calórica a curto prazo, porém, a longo prazo, outras pesquisas mostram que há aumento de risco de obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e mortalidade, e pesquisas com mulheres grávidas mostram efeitos desfavoráveis nos bebês – como peso ao nascer e também adiposidade ao longo da vida.


O fato é que a indústria alimentícia está usando cada vez mais os edulcorantes em substituição do açúcar, vale ressaltar que o nosso Guia Alimentar Brasileiro, recomenda a limitação destes alimentos.


Sendo assim fica o alerta para que estes alimentos sejam evitados da nossa alimentação e que mais pesquisas possam ser feitas para compreendermos melhor os efeitos deste componente químico na saúde humana.


REFERÊNCIA

Health effects of the use of non-sugar sweeteners. A systematic review and meta-analysis. Disponível em: <file:///C:/Users/User/Downloads/9789240046429-eng.pdf>.Acesso em 28/12/2022.


Como referenciar este post?

MCAHIAVELLI, Sabrina. Sem açúcar não quer dizer mais saudável. Post 383. Nutrição Atenta. 2023.

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page