Fator de Atwater: um pouco da história sobre o valor energético dos alimentos

Atualizado: 17 de jul. de 2021

Durante séculos estudos químicos começaram a fundamentar dados importantes sobre a composição dos alimentos e foi Lavoisier em 1780 que demostrou a natureza da combustão e o entendimento do processo da produção de energia dos alimentos.


Dois séculos mais tarde, Atwater e Woods lançaram em 1986, um boletim com uma extensa lista de alimentos a partir de estudos sobre energia bruta dos alimentos usando bombas calorimétricas.


A partir desses estudos foi possível determinar a quilocaloria por grama dos alimentos que usamos, sendo 4 kcal/g para proteínas e carboidratos e 9 kcal/g para lipídeos.


Outro dado importante foi a criação em 1984 da International Network of Data Systems (INFOODS), criada com o objetivo de estimular e coordenar esforços para melhorar a qualidade e disponibilidade de dados analíticos de alimentos pelo mundo.


Após a International Conference on Nutrition em 1992, a FAO, por meio do INFOODS, vem propondo novas diretrizes e critérios para a área de composição de alimentos, publicando guias e manuais com protocolos a serem usados na geração e compilação de dados, e ampliando a comunicação e o intercâmbio entre laboratórios.


Uma das propostas de padronização é a adoção de identificadores para os nutrientes. Esses identificadores do INFOODS (tagnames) representam o nutriente/componente de forma inequívoca, de acordo com o método utilizado na análise, unidade e sua utilização.



Referência


GUINTINI, Eliana Bistriche., LAJOLO, Franco Maria., MENEZES, Elizabete Wenzel de. Composição de alimentos: um pouco de história. Archivos Latinoamericanos de Nutrición. v.56 n.3 Caracas sep. 2006.



Como referenciar este post?


CINTRA, Patricia. Fator de Atwater: um pouco da história sobre o valor energético dos alimentos. Post 55. Nutrição Atenta. 2021.

72 visualizações

Posts recentes

Ver tudo