Biscoito água e sal, contém VENENO nesse alimento!


É muito comum vermos pessoas trocarem o pão pelo biscoito de água e sal... ou bolacha de água e sal? Bom, deixo em aberto a discussão sobre a nomenclatura correta do alimento ;)


O interessante é que alguns profissionais da saúde escolhem dar este tipo de orientação talvez por acharem que o biscoito de água e sal é mais saudável ou menos calórico que o pãozinho, além disso por falta de informação, muitas pessoas resolvem por conta própria aderir a esta troca, pensando estar fazendo a coisa certa. Então, vamos ver se este biscoito é feito realmente só de água e sal.


Ingredientes: farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, gordura vegetal (soja, palma), amido de milho, extrato de malte, açúcar invertido, sal, açúcar, fermento biológico, fermentos químicos bicarbonato de sódio (ins 500ii), acidulante ácido láctico (ins 270), melhorador de farinha protease (ins 1101 i). ALÉRGICOS: contém derivado de trigo, soja e cevada. Pode conter leite, centeio, aveia, amendoim, castanha-de-caju. Contém glúten.


Esta é a “pequena” lista de ingredientes de um biscoito água e sal de marca bem conhecida, por esta lista, podemos classifica-lo como ultraprocessado. Os alimentos ultraprocessados são formulações industriais ricas em gorduras, sal, açúcares, compostos químicos, conservantes artificiais e pasmem... AGROTÓXICOS!


Recentemente o Idec (Instituto Brasileiro do Consumidor) publicou uma cartilha com dados de um estudo onde foram constatados agrotóxicos em alimentos ultraprocessados, e isso não consta na lista de ingredientes destes alimentos! O biscoito água e sal, por exemplo foi detectado com: glifosato, glufosinato e mais outros seis tipos de agrotóxicos além do butóxido de piperonila, que não é considerado um agrotóxico, mas é um ingrediente ativo potencializador dos princípios ativos dos agrotóxicos que não consta no painel de permitidos pela Anvisa.



Além do biscoito água e sal, um alimento bem popular na alimentação das crianças, a bisnaguinha, também apresentou em sua composição estes agrotóxicos. Todos os agrotóxicos encontrados nos alimentos analisados estão presentes nas lavouras brasileiras, como o glifosato, herbicida mais usado no mundo. Em 2015, a Iarc (Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer), da OMS (Organização Mundial da Saúde), concluiu com base em centenas de pesquisas que o glifosato era "provavelmente carcinogênico" para humanos.


De acordo com levantamento da ong estadunidense Sustainable Pulse, o Glifosato está totalmente ou parcialmente banido em 21 países. Malawi e Togo na África; Vietña, Sri Lanka e Omã, na Ásia; Arabia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes, Catar e Bahrain, no Oriente Médio, estão entre os que proibiram totalmente o herbicida. No Brasil, a Anvisa decidiu no ano passado manter a liberação do glifosato, mas com restrições.


De fato, já conhecemos os malefícios do consumo de alimentos ultraprocessados na saúde da população, que infelizmente vem aumentando devido a falta de acesso a alimentos innatura e minimamente processados (preços altos e falta de políticas públicas), encontrar agrotóxicos nesses alimentos nos faz refletir sobre toda a nossa cadeia alimentar que é insustentável para produção e distribuição de alimentos seguros para o consumo humano e para o meio ambiente.


Acesse a cartilha com o estudo completo em: https://www.idec.org.br/veneno-no-pacote


Fonte:

https://apublica.org/especial/por-tras-do-alimento/


Como referenciar este post?


MACHIAVELLI, Sabrina. Biscoito água e sal, contém VENENO nesse alimento!. Post 198. Nutrição Atenta. 2021.

Instagram: @nutricionistasabrinakaely


18 visualizações