Gestante: Sintomas comuns no primeiro trimestre


O primeiro trimestre é um momento de grandes transformações para a gestante e para o feto. Apesar de a barriguinha ainda estar longe de ser visível, o corpo da gestante já está passando por enormes eventos hormonais, que podem ser a causa do surgimento de diversos sintomas clássicos da gravidez como náuseas, vômitos, cansaço, sono e outros.


Os hormônios desempenham um papel muito importante durante toda a gestação, assim é importante compreender como eles agem para entender a causa de alguns sintomas relatados pelas grávidas durante esse período.

No momento em que ocorre a fertilização, a gonadotrofina coriônica humana, o hCG, o mais conhecido de todos os hormônios, aumenta e isso permite que a gravidez seja diagnosticada mesmo antes do atraso menstrual e do aparecimentos dos sintomas típicos da gravidez. A partir da 6ª semana há um aumento exponencial do hCG até em torno da 10ª semana onde ocorre seu pico máximo.


No inicio da gravidez, ou seja, no primeiro trimestre a placenta ainda está em formação e o hormônio que contribui para manter o metabolismo na gestação é a progesterona, produzida pelos ovários, cujos níveis vão aumentando a cada semana.

A progesterona é responsável por criar um ambiente favorável para o desenvolvimento do embrião, pois tem como funções: auxiliar na formação do revestimento do útero, aumentar o fluxo sanguíneo nos seios e na área pélvica da grávida, reduzir as contrações uterinas para evitar a expulsão do feto e demais funções. Por outro lado, esse hormônio é responsável pelo surgimento de enjoos, por retardar o esvaziamento gástrico, assim como pode ser a causa de cansaço, alterações de humor e da prisão de ventre, gases por reduzir o peristaltismo no intestino delgado.


O estrogênio é um hormônio que, após a formação da placenta, no final de primeiro trimestre, tem seus níveis aumentados em cerca de trinta vezes às taxas anteriores a gravidez. Tem por funções estimular o crescimento da camada uterina, atuar no sistema circulatório, favorecendo a dilatação dos vasos sanguíneos, de forma a preparar o corpo da grávida para o aumento do volume sanguíneo. Mas, essas alterações no sistema circulatório podem provocar o aparecimento de renite, ondas de calor, dores de cabeça na gestante. Com relação às ondas de calor, estas aparecem normalmente no segundo e terceiro trimestre de gestação.


A prolactina e o lactogênio placentário, apesar de serem considerados hormônios que atuam durante a lactação, os seus efeitos já podem ser sentidos no primeiro trimestre de gestação, quando a grávida passa a sentir os seios mais sensíveis e inchados. Cabe ressaltar que a placenta produz esses hormônios com o intuito de tornar as glândulas mamárias aptas para a produção de leite.


Outros sintomas que ocorrem no primeiro trimestre podem não estar relacionados a alterações hormonais, mas a carências nutricionais como o desejo ou aversão por determinados alimentos, assim é aconselhável a ingestão de uma dieta equilibrada.

De forma simplificada, estão listados na tabela abaixo os sintomas comuns no trimestre com os seus respectivos manejos.


Nesse sentido a gestação é marcada por transformações que dão origem a diversos sintomas, decorrentes de alteração hormonais e/ou mecânicas, com a finalidade de manutenção da gestação. Assim é importante que a gestante procure um nutricionista para adoção de um plano alimentar individualizado, que contribua para minimizar os referidos sintomas, bem como promover condições para o crescimento e o desenvolvimento fetal adequado, assim como faça o acompanhamento pré-natal com um médico.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

American Pregnancy Association. Early Signs of Pregnancy. Disponível em: https://americanpregnancy.org/pregnancy-symptoms/early-signs-of-pregnancy/. Acesso em: novembro, 2021.


American Pregnancy Association. Fatigue during pregnancy. Disponível em: https://americanpregnancy.org/healthy-pregnancy/pregnancy-concerns/fatigue-during-pregnancy/ . Acesso em novembro,2021.


Hormônios na gravidez. Disponível em: https://bebe.abril.com.br/gravidez/hormonios-da-gravidez/. Acesso em: novembro, 2021.

MARQUES, N. et al. Nutrição Funcional da Fertilidade à gestação, 2018.

VASCONCELOS, et al. Nutrição Clínica: obstetrícia e pediatria, 2016.

SILVA, S. M. C., D’ARC, J. Tratado de Alimentação, nutrição e dietoterapia, 2016


Como referenciar esse post? SCORSAFAVAFA, Claudia. Gestante: Sintomas comuns no primeiro trimestre. Post 185. Nutrição Atenta. 2021 Instagram: https://www.instagram.com/p/CVfiyCYlCtq/?utm_medium=copy_link Site: https://www.nutriclaudiascorsa.com.br/

9 visualizações