Nitrogênio proteico (NP) e não-proteico (NNP)

O nitrogênio proteico (NP) é aquele que faz parte da proteína, ou seja, são aminoácidos reunidos por vínculos peptídicos e existem tanto em animais quanto nas plantas.


O nitrogênio não-proteico (NNP) não é uma proteína, ou seja, não são aminoácidos reunidos por vínculos peptídicos e existem tanto em animais quanto nas plantas. São exemplos de NNP: compostos de purinas e pirimidinas, uréia, biureto, ácido úrico, glicosídeos nitrogenados, alcalóides, sais de amônio e nitratos. Também são consideradas substâncias nitrogenadas não proteicas: creatinina, vitaminas, aminas e amidas.



Como referenciar este post?


CINTRA, Patricia. Nitrogênio proteico (NP) e não-proteico (NNP). Post 34. Nutrição Atenta. 2021.

86 visualizações

Posts recentes

Ver tudo